Soldiet

Promoção

SISMUN

DESCRIÇÃO:
Echinacea purpurea
Os constituintes químicos da equinácea são o ácido caféico, ácido chicórico, polialcanos, polissacarídeos, tusselagina, acetato de bornil, alcamídeos, borneol, cariofileno, cinarina, equinacosídeo, isotussilagina. Segundo uma pesquisa realizada na Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos, publicada na revista científica The Lancet Infectious Diseases, o consumo da equinácea pode reduzir em 58% as hipóteses de desenvolver constipações. O mesmo estudo, dirigido por Craig Coleman, indica ainda que a equinácea reduziria também o tempo de duração das constipações. A equinácea é, pois, tradicionalmente utilizada em situações de gripes, constipações, rinites e sinusites, uma vez que estimula as defesas naturais do organismo. No entanto, o seu efeito é, sobretudo, preventivo. Tem ainda propriedades protectoras do aparelho respiratório. É útil em casos de convalescença, sobretudo nos casos de infecções causadas por bactérias e vírus. É também usada em afecções cutâneas e herpes. Como a planta é capaz de aumentar a capacidade de resposta do sistema imunológico, é aconselhada para todos os tipos de infecções virais, bacterianas e por fungos, pois proporciona maior produção de anticorpos e glóbulos brancos.
A equinácea pode ainda favorecer a regeneração do tecido conjuntivo e da cicatrização. Como tal pode ser útil em casos de feridas, queimaduras e acne. É também referida como sendo anti-inflamatória e como tendo propriedades antibióticas.
Andrographis paniculata
É usada há centenas de anos no tratamento de febres e infecções respiratórias na medicina Ayurvédica e foi introduzida na Europa há mais de 20 anos, na Escandinávia, para o tratamento de gripes e constipações. Os estudos farmacológicos sugerem que a Andrographis tem actividade antiinflamatória, antipirética, antivírica e imunoestimulante. Em três revisões sistemáticas de estudos clínicos é sugerido que a Andrographis é eficaz na redução da gravidade dos síntomas e na duração da infecção do tracto respiratório superior, sobretudo se ingerida nas 36 a 48 horas iniciais.

INGREDIENTES:
Equinácea purpurea, Equinácea (Raiz) 16,8%; Extracto seco concentrado de Andrographis paniculata (teor mínimo 30% andrografólidos) 8%; Própolis 8%; Vitamina C (Àcido L-ascórbico) 8%; Sambucus nigra, Sabugueiro (Flor) 4,4%; Sulfato de Zinco 0,4%; Anti-aglomerante: Fosfato tricálcio, Maltodextrina de Milho; Agente de Revestimento: Carboximetilcelulose sódica reticulada, Estearato de Magnésio e Talco; Gelificante: Celulose microcristalina.

INDICAÇÕES DE BOM USO:
Sistema imunitário
Constipações e Gripes
Infecções Respiratórias
Infecções do tracto urinário
Febres
Tosse e Bronquite

MODO DE USAR:
Tomar 1 comprimido 1 a 2 vezes ao dia, de preferência ao pequeno almoço.


INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

DOSE DIÁRIA: 1 COMPRIMIDOS
DOSES POR EMBALAGEM: 30

Equinácea - 420 mg
Andrographis paniculata - 200 mg
(Andrografólidos) - 60 mg
Própolis - 200 mg
Vitamina C - 200 mg - DDR 250%
Sabugueiro - 110 mg
Sulfato de Zinco - 8,88 mg
(Zinco) - 2 mg - DDR 20%


DDR-DOSE DIÁRIA RECOMENDADA